Uma rotina organizada permite que as pessoas façam muito mais coisas no mesmo dia, tudo sem sentimento de estar sobrecarregado. Afinal, a boa organização da rotina também deve prever um momento para que cada um restaure as suas energias. Organizar todos os afazeres de forma saudável é bem mais fácil do que muita gente pensa, embora demande senso de disciplina. Uma vez que se estabeleceu o que deve ser feito naquele dia ou semana (ou até naquele momento), é fundamental ter foco e se policiar para que este não seja perdido.

Saber o que é prioridade

É claro que todo mundo pode ter várias tarefas, mas nem todas elas são essenciais naquele dia ou momento; por isso, o profissional deve ter uma escala de
prioridades. Entre arrumar a agenda de pacientes e fazer um levantamento de equipamentos que seria bom trocar, mas que ainda funcionam, o mais importante é focar na agenda. Organizar por escrito essas prioridades ajuda bastante a não se perder. É possível escolher entre fazer uma lista virtual no One Note Excel, etc., ou fazer a lista manuscrita e deixar presa em algum lugar visível.

Determinar uma recompensa

Esse é um truque importante para todo mundo que quer organizar a sua rotina: determinar recompensas para si mesmo. Trata-se de um reforço positivo que dará mais ânimo para cumprir determinada tarefa sem se distrair. Por exemplo: uma pausa para café depois de terminar os relatórios. As recompensas determinadas podem ser de todos os tipos: desde comer um bombom até poder desbloquear o telefone. O importante é que se tenha uma razão a mais para fazer certa coisa sem se distrair.

Manter as distrações o mais longe possível

Antes da hora da recompensa, é melhor deixar as distrações o mais longe possível. A pessoa que é muito afeita à televisão, por exemplo, deve deixá-la desligada; quem acaba se distraindo muito navegando nas redes sociais ou não resiste a checar notificações deve deixar seu celular na gaveta, no silencioso.
Quem curte muito conversar enquanto está trabalhando deve manter-se um pouco mais em silêncio para se focar nas tarefas. É claro que não existe problema nenhum em conversar: um ambiente agradável até aumenta a produtividade. Porém, se existe algo que está demandando mais atenção ou que deve ser preparado com mais rapidez, a possibilidade de se envolver em uma conversa pode até funcionar como recompensa.

Realismo com as tarefas

No cotidiano atual, as pessoas costumam ter mil tarefas para cumprir, mas não é possível fazer tudo em um dia. Dessa forma, o realismo precisa estar muito
presente na hora de organizar a rotina: é necessário estipular um conjunto de tarefas que possam ser cumpridas naquele período, sem se esquecer de deixar um tempo para o descanso. Caso contrário, a suposta organização da rotina torna-se uma tortura e abre as portas para a frustração. É por isso que se deve optar primeiro pelas tarefas mais importantes: as secundárias, se não tiver outro jeito, ficam para o dia seguinte.