brasão odontologia faiko jalecos

Qual o brasão da Odontologia?

Qual o brasão da Odontologia?

Você já foi ao dentista e parou para observar atentamente seu jaleco?Essa pode ser uma pergunta difícil, se pensarmos que muita gente tem um medo paralisante de dentistas.

Mas, se você parar para observar atentamente o jaleco do dentista verá um símbolo curioso: uma cobra vermelha entrelaçada em um bastão. Esse é o brasão oficial da Odontologia.

Você sabe onde ele surgiu e qual sua história? Não? Então acompanhe conosco as origens e significado desse símbolo.

Origens do brasão da Odontologia

O brasão da Odontologia nasceu de uma fonte parecida ao da Medicina: o cajado de Esculápio, deus da mitologia Greco-romana da Medicina e da Cura.

Filho de Apolo, o deus do Sol, Esculápio foi criado por um centauro que vivia no campo e lá aprendeu muito sobre plantas medicinais, tonando-se um famoso curandeiro.

A inclusão da cobra à mitologia e, por consequência, ao símbolo da Odontologia, aconteceu no desdobrar da lenda de Esculápio.

A história conta que, certa vez, depois de uma visita a um paciente que parecia não ter cura, Esculápio se encontrou com uma cobra amarela e, com medo, matou o animal. Pouco depois outra cobra, exatamente igual à primeira, apareceu com ervas em sua boca, que ele usou para tratar o paciente, que logo recobrou sua saúde.

O que significa o brasão da Odontologia

Você já deve ter percebido que o brasão da Odontologia é bem parecido com o da Medicina, certo? Pois bem, o que os difere é um círculo em volta do bastão e da serpente.

O modelo foi proposto em 1914, pelo dentista do Exército Benjamin Constant Nunes Gonzaga. O círculo foi introduzido pois, no entendimento do especialista, indicava a especialidade médica responsável pelo cuidado com a cavidade bucal.

O símbolo foi oficializado, então, pelo Conselho Federal de Odontologia, e desde então, a imagem representa todos os dentistas brasileiros e é utilizado tanto por estudantes como por graduados que exercem a profissão.